quinta-feira, 2 de abril de 2009



Saiba mais sobre a Vegetação do Brasil
Cerrado


Caatinga

Mata dos Cocais
Campos

Mata dos Pinhais


Pantanal
Mangues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

meio ambiente

Meio ambiente é o conjunto de forças e condições que cercam e influenciam os seres vivos e as coisas em geral. A Wikipédia possui o: Portal de Ambiente Os constituintes do meio ambiente compreendem fatores abióticos, como o clima, a iluminação, a pressão, o teor de oxigênio, e bióticos, como as condições de alimentação, modo de vida em sociedade e para o homem, educação, companhia, saúde e outros. Este artigo refere-se aos aspetos ecológicos do meio ambiente
Definição
Em biologia, sobretudo na ecologia e ambientologia, o meio-ambiente inclui todos os factores que afectam directamente o metabolismo ou o comportamento de um ser vivo ou de uma espécie, incluindo a luz, o ar, a água, o solo (chamados factores abióticos) e próprios os seres vivos que habitam no mesmo ambiente, que é chamado de biótopo.
Os seres vivos ou os que recentemente deixaram de viver, constituem o meio-ambiente biótico. Tanto o meio-ambiente abiótico quanto o biótico actuam um sobre o outro para formar o meio ambiente total dos seres vivos e dos ecossistemas.

Meio ambiente abiótico
O meio-ambiente abiótico inclui factores como solo, água, atmosfera e Radiação. É constituído de muitos objectos e forças que se influenciam entre si e influenciam a comunidade de seres vivos que os cercam. Por exemplo, a corrente de um rio pode influir na forma das pedras que fazem ao longo do fundo do rio. Mas a temperatura, limpidez da água e sua composição química também podem influenciar toda sorte de plantas e animais e sua maneira de viver. Um importante grupo de factores ambientais abióticos constitui o que se chama de tempo.

Sua influência
Os seres vivos e os destituídos de vida são influenciados pela chuva, geada, neve, temperatura quente ou fria, evaporação da água, umidade (quantidade de vapor de água no ar), vento e muitas outras condições do tempo. Muitas plantas e animais morrem a cada ano por causa das condições do tempo. Os seres humanos constroem casas e usam roupas para proteger-se dos climas ásperos. Estudam o tempo para aprender a controlá-lo. Outros factores abióticos abrangem a quantidade de espaço e de certos nutrientes (substâncias nutritivas) de que pode dispor um organismo.
Todos os organismos precisam de certa quantidade de espaço em que possam viver e levar avante as relações comunitárias. Também precisam de certa quantidade de nutrientes desprovidos de vida, como por exemplo o fósforo, para manter actividades corporais como a circulação e a digestão.

Meio ambiente biótico
O meio-ambiente biótico inclui alimentos, plantas e animais, e suas relações recíprocas e com o meio abiótico. A sobrevivência e o bem-estar do homem dependem grandemente dos alimentos que come, tais como frutas, verduras e carne. Depende igualmente de suas associações com outros seres vivos. Por exemplo, algumas bactérias do sistema digestivo do homem ajudam-no a digerir certos alimentos.
Os factores sociais e culturais que cercam o homem são uma parte importante de seu meio-ambiente biótico. Seu sistema nervoso altamente desenvolvido tornou possível a memória, o raciocínio e a comunicação. Os seres humanos ensinam a seus filhos e aos seus companheiros o que aprenderam. Pela transmissão dos conhecimentos, o homem desenvolveu a religião, a arte, a música, a literatura, a tecnologia e a ciência. A herança cultural e a herança biológica do homem possibilitaram-lhe progredir além de qualquer outro animal no controle do meio-ambiente. Nas últimas décadas, ele começou a explorar o meio-ambiente do espaço cósmico.
Todo ser vivo se encontra em um meio que lhe condiciona a evolução de acordo com o seu patrimônio hereditário. A reacção [evolução] sobre o patrimônio leva à individualização dos seres e a sua adaptação ao modo de vida. Quando o meio muda, o organismo reage através de uma nova adaptação (dentro da faixa permitida pelo patrimônio hereditário) que, segundo [Lamarck], seria sempre eficaz, mas que, na realidade, pode ser prejudicial e agravar as conseqüências da mudança. Por exemplo, alterações bruscas como as que geralmente ocorrem em [lagoa]s acarretam muitas mortes.
A locomoção, no reino animal, e a dispersão dos diásporos, no reino vegetal, permitem às espécies instalarem-se em novos ambientes, mais favoráveis. É o aspecto principal da migração. O organismo pode, também, diminuir as trocas ou contactos com um meio hostil através da reclusão (construção de um abrigo, enquistamentos, anidrobiose, etc.)

Meio-ambiente natural
Ambientes naturais são aqueles que existem sem intervenção humana. Exemplos de meios naturais: lagos , pântanos , oceanos.

Meio-ambiente artificial
Ambientes artificiais são aqueles que existem com a intervenção do Homem , ou seja são resultado da acção humana . Exemplos de meios artificiais: jardins, salinas.

Meio-ambiente cultural
É aquele que, pela sua natureza peculiar, é mais valorizado pelo sua natureza cultural. Geralmente, os estudiosos associam o meio-ambiente cultural ao meio-ambiente artificial que detenha valor histórico, cultural, estético, artístico e paisagístico.

Ver também